Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Arkhe esteve cá em casa

por Miguel Pires, em 30.05.20

Arkhe_delivery.png

Nestas últimas semanas, têm-me perguntado quais os restaurantes que na minha opinião vão conseguir dar a volta por cima e sobreviver neste período de pós-confinamento, com todos os constrangimentos que já conhecemos (restaurantes a mais, ausência de turistas, redução obrigatória de lugares, crise económica, etc). Gostaria de ter uma varinha de condão para poder dizer que vai tudo correr bem e que a totalidade dos projectos de que gosto, ou que são relevantes, irão perdurar, mas não estou certo de que isso irá acontecer. Porém, a minha convicção é que aqueles que têm mais personalidade e que souberam criar uma comunidade (e a alimentaram durante a pandemia) têm maiores probabilidades de o conseguir, ainda que à custa de muitos sacrifícios e algum jogo de cintura.

 

 

Patrocínio:

VinhoemCasa_banner.png

 

Posts relacionados:

 

. O Eleven esteve cá em casa

. O Almeja de João Cura esteve cá em casa

. O Essencial esteve cá em casa

. O Apego esteve cá em casa

. A cozinha alentejana de António Nobre esteve cá em casa

. O Avesso esteve cá em casa

. O Prado esteve cá em casa

. A cozinha do Belmiro esteve cá em casa

A Ribeira esteve cá em casa

. A essência do Epur esteve cá em casa

. A cozinha de Marlene Vieira esteve cá em casa

. A Taberna da Rua das Flores esteve cá em casa

. A cozinha de Vítor Sobral esteve cá em casa 

 

 

 

Leia ainda:

publicado às 15:48

Pág. 1/13



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pesquisar

  Pesquisar no Blog