Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Douro e Madeira no menu do The Fat Duck

por Miguel Pires, em 05.03.10

 

 

 

aqui vos tínhamos falado do périplo que o casal Kiko e Maria Martins estão a levar a cabo pelo mundo fora. Na sua passagem por Inglaterra o Kiko conseguiu fazer um pequeno estágio no The Fat Duck. Segundo nos contou (e conforme o post deixado no seu blogue), houve um pormenor (na verdade, um ‘pormaior’) neste famoso restaurante que não o deixou indiferente:


“Até agora, para aumentar o orgulho nacional, gostava de dizer que foi com muita alegria que encontrei e provei dois vinhos portugueses, que são sugeridos para acompanhar a degustação no The Fat Duck. Para além de todos os outros que aparecem na carta, os únicos a ter dois vinhos também na degustação são os franceses...

1. Quinta da Leda, Casa Ferreirinha

Acompanha um prato de salmão, toranja, maionese de baunilha e alcachofras. Foi um prato especial para mim pois todos os dias tinha de preparar a toranja. E acreditem, era uma operação de chinês. Uma coisa é separar os gomos, o clássico, outra é conseguir as gotículas que estão dentro dos segmentos. Era preciso mais ou menos 3 horas para arranjar a mise en place para o dia. O resultado final era ter pequenas “esferas” naturais de toranja. A combinação é muito engraçada. O amargo da toranja equilibra muito bem a aparente indigesta maionese de baunilha.
O vinho liga na perfeição com o prato; equilibrado e constante para não tirar sabor ao prato.

2. Madeira Malvasia 10 Anos, Henriques & Henriques

Acompanha um prato inspirado na história da “Alice no País da Maravilhas”. Com todo o espectáculo inerente... Uma terrina de língua de vaca com aquela magnífica gordura italiana e cogumelos em cima de um “ovo” de nabo. Depois, uma sopa em forma de relógio: uma redução de molho de codorniz (um processo de 7 dias) que no final é envolvida em folha de ouro. O empregado mistura com água quente numa chávena e faz o favor de encher o prato. Um prato forte que vai buscar ao doce do nosso vinho o equilíbrio necessário.

Neste link, dá para ver o programa onde o próprio Heston Blumenthal explica este último prato."

 

Continuem a comer o mundo e continuem a enviar postais. E já agora obrigado pela missiva pró-Mesa Marcada no vosso blogue

 

Nota: para os mais desatentos o Fat Duck, de Heston Blumenthal, é um restaurante 3 estrelas Michelin. Para além desse pequeno detalhe há vários anos que é considerado por um painel mundial de convidados da revista The Restaurant, como o 2º melhor restaurante do mundo – na famosa lista encabeçada pelo El Bulli de Ferran Adriá.

 

(a propósito desta lista encontrei no site esta notícia sobre o Peixe em Lisboa. Andas a trabalhar razoavelmente bem, Duarte :)

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:50


1 comentário

Imagem de perfil

De Caravaggio a 10.03.2010 às 23:37

Que sorte que vocês têm. Comem onde querem, o que querem, bebem do que querem e sempre Á BORLIÚ! Também queria.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Patrocínio Prémios Mesa Marcada:


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Veja as listas completas aqui



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Março 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Comentários recentes