Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Até sempre, David

por Rui Falcão, em 29.04.11

Hoje morreu um amigo, um homem bom, verdadeiro e generoso, um homem discreto e profundamente honesto, sem desejo nem necessidade de protagonismo. Para além de um profissional sério e abalizado, do melhor que Portugal já experimentou, sempre correcto e profundo nas suas apreciações, munido por um conhecimento efectivo e palpável, sem atalhos nem facilitismos, David Lopes Ramos marcou-me, desde que o primeiro instante em que tive o privilégio de o conhecer, pela ética, generosidade e forma exemplar de estar na vida.

Num mundo que se presta tanto a pequenas e grandes vaidades, e onde tantos ficam presos a facções e clubes, David sempre se evidenciou pela nobreza de carácter e por uma forma particularmente salutar de estar na vida, sem ter de oferecer favores, sem condescendências, sem paternalismos. A ti, David, deixo uma sentida homenagem.

Leia ainda:

publicado às 10:36


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pesquisar

  Pesquisar no Blog