Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A morte de um amigo

por Duarte Calvão, em 29.04.11

Morreu David Lopes Ramos, nosso amigo, de cada um dos três elementos do Mesa Marcada, e o melhor crítico e jornalista de gastronomia que já conheci. Estivemos sentados à mesma mesa dezenas e dezenas de vezes, centenas talvez, e não me lembro de uma única vez em que a sua companhia não fosse agradável, a sua conversa não fosse interessante e em que eu não tivesse aprendido algo com a sua enorme cultura e sobretudo com uma maneira de ser única, de uma afabilidade e simplicidade que cativava toda a gente. Foi das primeiras pessoas que conheci no "meio" da gastronomia e vinhos e, apesar de sermos "concorrentes" (ele no Público, jornal que ajudou a fundar, eu então no Diário de Notícias) nunca houve a menor nuvem entre nós. Pelo contrário, ajudou-me sempre a tentar ser melhor, a procurar ser mais rigoroso, a não seguir maus exemplos. Assim como fez comigo, fazia com toda a gente que procurava praticar a profiissão de jornalista com dignidade (na gastronomia ou noutra área) e nunca, rigorosamente nunca, ouvi alguém ter uma má palavra sobre ele. Sentirei a sua falta para sempre, porque há pessoas que são realmente insubstituíveis. Vou recordá-lo, e isso traz-me algum consolo, como alguém que viveu bem a sua vida, que tinha uma família que adorava, inúmeros amigos, que deixa escritas páginas que serão uma referência permanente para todos nós. Vou recordá-lo com a alegria que ele merece.

(Foto: Revista de Vinhos)

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:14


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Vicente Themudo de Castro a 29.04.2011 às 11:07

Caro Duarte,
Realmente é uma despedia a lamentar, como tu também eu aprendi muito com este grande senhor. Estava sempre pronto para ajudar, explicar e partilhar o seu conhecimento.
Das minhas crónicas, principalmente aqueles que estão no formato de critica, em muito mudei e evolui graças aos comentários do David.
Vai deixar saudade, e um vazio que dificilmente pode ser preenchido.
Partiu um homem, um profissional, um colega, um amigo!
Sem imagem de perfil

De António Moura a 29.04.2011 às 13:13

Este Senador da nossa gastronomia, partiu cedo demais. Vai fazer falta, muita falta, como referência e contrapeso, à ligeireza de opinião de tantos "críticos gastronómicos de ocasião" que vão aparecendo por aí.
Estou profundamente triste com esta notícia, triste pelo David Lopes Ramos, triste pela nossa gastronomia.
Imagem de perfil

De Alda Telles a 30.04.2011 às 23:34

Duarte, gostei da tua homenagem ao David. Muito importante essa ideia que aqui deixaste da sua generosidade, para toda a gente e sobretudo para os colegas/concorrentes.
Que o seu exemplo sirva de inspiração para as novas gerações de jornalistas e críticos de gastronomia.

Comentar post



Patrocínio


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira as listas completas



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub



Calendário

Abril 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Comentários recentes

  • Mesa Marcada

    “Vamos reinventar os nossos compromissos profissio...

  • Anónimo

    E os motivos? Quais foram?

  • Anónimo

    Mugaritz,O restaurante onde como cliente mais me s...

  • Duartecalf

    Gostei muito do texto, mais "emocional" do que é c...

  • Osvaldo

    Caro Miguel Pires, tive, também felizmente a possi...