Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

No restaurante onde janto, no Meco, um casal e um amigo sentam-se na mesa ao lado da minha. “Queríamos um Catarina”, ordena aquele que parece ser o expert do grupo. Quando lhe colocam os copos à frente agita-se e num sobressalto exclama com ar de Einstein em vias de gritar Eureka: “espere Mário, espere! É que liguei para cá esta tarde a pedir para colocarem umas flutes no frigorífico”. Dois minutos depois lá chegaram os três flutes embaciados para regozijo da mesa. Parece-me inclusive ter ouvido um "bravo!", mas não estou certo. Recordo-me no entanto que quando ouvi alguém da mesma mesa dizer "parece que agora há um gin tónico que leva uvas", pedi a conta, paguei e sai.  

 

Moral da história: de que adianta dizer num restaurante que os flutes não fazem sentido para um vinho branco se não só há empresas (de Vinho Verde) a promoverem-no assim, como ‘experts’ que ligam antecipadamente a solicitar que os coloquem no frio? 

 

P.S. esta história teve o patrocínio de meia garrafa de Muralhas fria em flute à temperatura ambiente 

 

 

Leia ainda:

publicado às 22:16


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Pedro Pereira a 12.09.2011 às 16:16

O vinho branco não deve de ser servido em "flûtes", mas Einstein também não disse "Eureka". Terá sido Arquimedes enquanto entrava numa banheira cheia de vinho branco reparando que o seu corpo fez subir o volume de liquido. Até então as pessoas colocavam-se dentro de banheiras julgando que assim bebiam mais vinho, só Arquimedes demonstrou o contrário eliminando assim uma falácia de milénios.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pesquisar

  Pesquisar no Blog