Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A comida rica de aproveitamento

por Miguel Pires, em 31.08.18

sopa_de_peixe_Miguel_Pires_2.jpg

 

Confesso que tenho uma ligeira obsessão por sobras. Por um lado, porque podem servir de base a pratos mais poderosos (leia-se, mais saborosos) e, por outro lado, porque fui educado a não desperdiçar comida. Em criança, no Natal, não me interessava nada o “bacalhau com todos” da noite da consoada (aliás, achava aquilo mesmo muito deprimente), mas sim antes a “roupa velha” que a minha mãe fazia no dia seguinte com o que sobrava. Com o pão, não era muito diferente, da torrada com manteiga simples, às açordas, passando pelas rabanadas, ou pelo o pão frito do ensopado de enguias ou de cabrito, tudo aquilo me sabia muito melhor do que qualquer pão fresco, mesmo que um pão acabado de fazer fosse algo fora de série.

 

 

Já há bastante tempo que tenho o hábito de ir semanalmente ao mercado comprar peixe, cuja variedade vou trazendo consoante a época. Nas últimas vezes, trouxe raia, que está óptima e com um preço aceitável, e  na última isita comprei congro dos Açores. Em comum têm ambos o facto de aguentarem bem a cozedura, ou não fossem peixes habituais nas nossas caldeiradas. Como estamos em época de tomate e de pimento, acabo sempre por fazer um molho de base com estes vegetais e com o caldo de cozer os bichos, aos quais junto ainda uma espinha ou uma cabeça de um peixe mais magro e mais adequado para caldo.

 

Esta semana sobrou-me imenso molho e caldo e, como faço sempre, guardei ambos para uma futura utilização. Às vezes congelo-os, outras vezes vou-lhe dando utilização nos dias seguintes. Hoje, deram origem a uma sopa a que juntei umas fatias de topinambo, que tinham igualmente sobrado, mais pão velho bem duro que tinha ficado esquecido num saco de papel. O resultado? Simplesmente divinal!

 

No receituário português há vários exemplos sobre o que fazer com sobras, o que aliado à imaginação e algum conhecimento sobre a ligação entre ingredientes permite a cada um fazer uma série de pratos saborosos com os “restos” dos dias anteriores. Porém, se quiserem um bom livro de receitas dentro desta temática, aconselho-vos Bread is Gold, uma obra de Massimo Bottura, com a participação de um conjunto de chefes de renome mundial e que reúne dezenas de receitas feitas com ingredientes e produtos em bom estado de consumo, entre eles o pão, que iam ser descartados. Estas receitas são de pratos que foram servidos nesse incrível projecto social que Bottura ajudou a criar em Milão, o Refettorio Ambrosiano, e que deu origem à organização Food For Soul, fundada por ele e por Lara Gilmore (sua mulher), em 2016, com o intuito de combater o desperdício alimentar através da criação, de uma forma sustentada, de cozinhas comunitárias em todo o mundo.  

 

Como escrevi há pouco no Instagram, num post que acompanhava a imagem do prato do meu almoço que aqui publico, a cozinha de aproveitamento sempre foi uma prática familiar que deveria ser incentivada nas novas famílias, sobretudo numa altura em que a FAO estima que 30% de toda a comida produzida no mundo vai parar ao lixo. Quem o faz (e estou em crer que muita gente o faz) sabe que isto não é comida de pobre, mas sim comida rica. 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:26


1 comentário

Imagem de perfil

De belitaarainhadoscouratos a 03.09.2018 às 20:42

Sou adepta dos aproveitamentos e conseguem-se pratos surpreendentes quando usamos sobras de outras refeições. Acho que algumas pessoas ainda têm vergonha de admitir que usam sobras, outras acham que sobras são comida aquecida (nada mais longe da verdade!) e outras só não têm imaginaçao :)

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira as listas completas



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub



Calendário

Agosto 2018

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Duarte, curiosamente e por mera coincidência, tamb...

  • Anónimo

    OBRIGADO PELA BOA LEITURA COMO SEMPRE ASSUNTO MUIT...

  • Artur Hermenegildo

    Subscrevo inteiramente. É um facto que é muito imp...

  • Anónimo

    Parabéns pelo artigo fantástico

  • Anónimo

    Viva o cozido á portuguesa, e a feijoada à transmo...