Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Dez Anos de Mesa Marcada

por Miguel Pires, em 01.06.19

IMG_5529.jpg

Naqueles tempos, não havia Instagram, os smartphones e o twitter ainda gatinhavam e o Facebook estava longe de ser o big brother que é hoje. Naqueles tempos, já existiam blogues, fóruns e as pessoas que influenciavam já não eram apenas as “vacas sagradas” dos jornais (porém, ainda não existiam os influencers das redes sociais).  

 

 

Hoje ainda nos queixamos do Guia Michelin, mas naquela altura tínhamos menos de metade das estrelas que temos hoje e ser chefe português de um restaurante estrelado era uma raridade.

 

Naquela altura, a crise económica chegara com força lá fora e a rajada já começava a sentir-se por cá, ainda que nem imaginássemos o que estaria para vir. Na restauração, e na sequência dos noveau bistrot, em Paris, começava-se a falar de alta cozinha low cost, algo que na verdade, para as nossas bolsas, nunca existiu.  Tudo porque na impossibilidade (ou falta de vontade) de prosseguirem na alta cozinha, chefes como Vítor Sobral, Henrique Sá Pessoa, Ljubomir Stanisic, ou Miguel Castro Silva tinham aberto, nesse ano (ou no anterior), restaurantes mais acessíveis, como a Tasca da Esquina, Alma (em Santos), 100 Maneiras e De Castro Elias. Quem achava um desperdício era o Duarte Calvão que protestava, aqui, uns dias depois, neste post, “Cozinhar abaixo das possibilidades”.

 

Naquela altura, ainda andávamos fascinados com esferificações e outros “parece que é mas não é”, de Ferran Adrià, Blumenthal, Grant Achatz (que empratava directamente na mesa, numa toalha de silicone, algo que ainda hoje vejo fazer por cá, de vez em quando, como sendo uma coisa muito moderna), ou até mesmo de Luís Baena, que depois de nos surpreender em Catralvos se preparava para abrir no Tivoli (“Luís quem?” Perguntará um jovem influencer de hoje).

 

Naquela altura, ninguém imaginava que íamos fazer um ranking de restaurantes e chefes em Portugal, “Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada”, e muito menos que , ma década depois, teria mais de 200 pessoas a participar nele.

 

Naqueles tempos, ainda não se falava por cá de vinhos naturais (o que aconteceu até há uns 3 anos), mas já o Rui Falcão falava aqui de um admirável champanhe natural, o Larmandier Bernier, na altura já importado pelos Goliardos. E ainda há quem diga que estes vinhos são uma moda e que vão passar...

 

Naquela altura, ou melhor, faz precisamente 10 anos hoje, eu, o Duarte Calvão e o Rui Falcão (que viria a sair uns anos depois) publicávamos aquele que seria o primeiro post do Mesa Marcada, a nossa “Carta de Intenções”, pela qual ainda nos regemos. Têm dúvidas? Então leiam este excerto: “Cada um de nós tem pontos de vista próprios e cada post é apenas da responsabilidade do seu autor. E que ninguém estranhe que, talvez até sobre o mesmo tema, haja diferentes abordagens e conclusões”.

 

É isso, o Mesa Marcada faz 10 anos hoje.

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:21


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Adriano a 02.06.2019 às 03:46

Parabéns!
Sem imagem de perfil

De Duartecalf a 03.06.2019 às 11:20

Muitos parabéns!
Acompanho desde o início e quase todos os dias passo a ver se há novidades. Espero que os 10 anos motivem a que façam mais posts!
Um abraço
Imagem de perfil

De Pedro Neves a 05.06.2019 às 08:58

Em nome da equipa, parabéns pelo aniversário!
E uma dica relativa à formatação dos posts: já não é preciso colocar "enters" entre parágrafos para ficarem assinalados como tal. O blog aplica, desde há uns meses, o espaçamento entre parágrafos.
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 08.06.2019 às 00:17

Parabéns ao Mesa Marcada!

Um projecto em qe participei durante 4 anos e algumas semanas (quase metade), uma participação eventualmente pouco relevante, pois nem merece uma referência, mas que para mim teve grande significado.

Desejo que continuem a ter sucesso!

Bjs

Paulina

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Veja as listas completas aqui



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Comentários recentes