Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Apego esteve cá em casa

por Mesa Marcada, em 16.05.20

Rafael Tonon, autor convidado* 

Apego_montagem.JPG

Aurora Goy está a frente daquele que é talvez o mais aconchegante restaurante do Porto — o Apego é um sítio que me vem logo à cabeça quando penso como serão os dias de desconfinamento e onde poderei finalmente refugiar-me por algumas boas horas para (tentar) esquecer essa loucura toda que se tornaram nossos dias. 


Pensem comigo: paredes em pedra (tal como em um bunker seguro) iluminadas por charmosos candeeiros, mesas de madeira sem toalhas (ou seja, fáceis de desinfetar), um confortável sofá e, mais importante, uma comida reconfortante. É o sonho de liberdade de qualquer confinado. 


 

Pesa a favor da escolha também o facto que a equipa ali ser reduzidíssima: Aurora é a cozinha em pessoa, trabalha sozinha a manejar com destreza os tachos de onde saem receitas bem cuidadas e bem feitas, com escolha exigente de ingredientes e técnicas apuradas. Na sala, apenas um empregado faz o serviço simpático, a nos lembrar como é bom sermos mimados à mesa — algo que parece que já quase esquecemos. É um espaço literalmente para poucos, que serão ainda menos quando voltarem a abrir. 


Em tempos de quarentena, pois, o Apego é só Aurora. E Aurora teve que se desapegar um bocado do trabalho que vinha fazendo para dar conta de se adaptar aos novos tempos, esses em que “resiliência” e “abnegação” se tornaram palavras tão usuais quanto “assintomático” e “confinamento”. 


“No início, fiquei um pouco em estado de choque, sem saber o que fazer. E como passávamos por uma crise sanitária forte, não fazia sentido estarmos a interagir com takeaway e entregas”, diz ela. Com o tempo, decidiu arrancar com os serviços “porque a vida tem que andar, não é?”.


Para nossa sorte, sim. Os pratos já estão a ser preparados há duas semanas. E antes de poder voltar a sentar no sofá do restaurante (mantendo o novo distanciamento imposto pela DGS) quis ter o Apego cá em casa. E ele veio como sempre, em forma de comida alentadora. Impressionou o capricho na montagem e nas embalagens em papel pardo, que mantiveram a comida quente e com óptimo aspecto. Até dispensámos os pratos… 


Como entrada, para abrir o apetite, um hummus de grãos, com cominho e coentros que sabia um pouco a citrinos, sedoso o suficiente para barrar fácil no pão. Tão simples, tão saboroso. Entre os principais, escolhi a carne Arouquesa confitada por cinco horas numa mistura com a gordura da própria carne e sua marinada, acompanhada de sêmola frita tal qual uma polenta, favas e agrião. A carne macia cedia prontamente ao garfo, as favas da época no ponto, o agrião a dar um oportuno frescor ao conjunto. 


A minha esposa escolheu a pescada com cevadinha cozida em caldo de frango e saborosíssimo jus de galinha, com couve pack choi crocante e um sopro de funcho a arrematar tudo muito bem. Difícil eleger o melhor entre os dois. Também desnecessário, já que aqui em casa ainda é possível compartilhar garfos e pratos— ou melhor, embalagens. 


Munidos cada um de sua colher, porém, quando se trata das sobremesas, fustigamos juntos uma interessantíssima combinação de morangos frescos com coulis de manjericão e chocolate branco e uma etérea bavaroise de chá preto. Leve, delicada, saborosa, como costuma ser a cozinha de Aurora. 

JPEG image 3.jpeg

 

Além do menu, que muda toda semana, a chef passou a fazer alguns cestos com comidas e bebidas confecionadas por ela, como tartes, bolos, mousses e rilletes, que disponibiliza para takeaway aos sábados. “É aquele miminho que queremos aos finais de semana, com doces e salgados confecionados para um brunch ou para uma refeição mais preguiçosa, em que só é preciso preparar uma salada ou algo assim”, ela diz.


A ideia dos cestos é antiga, anterior mesmo à pandemia, mas parecia complicado dar conta de se dedicar a eles e ter de cuidar de toda a mise en place sozinha. “Agora, com mais tempo, quis testar, e tem corrido bem”, conta ela, que tem assado brioches, se dedicado às conservas, preparado pudim de sêmola com uvas passas e rum. O objetivo é manter os cestos, pelo menos uma vez por mês quando o movimento reestabelecer. De boas ideias é mesmo difícil desapegar. 

 

 


Escolha o vinho para acompanhar a sua refeição em vinhoemcasa.com, patrocinador desta rubrica, onde pode encontrar mais de 40 referências das principais regiões vitivinícolas nacionais.

 


Apego: 

Encomendas pelo telefone 937 172 342, de quartas a sábados, para almoço das 12h às 14h (encomendas na véspera) e, para jantar, das 16h às 21h. Taxa de entrega de 3,5 euros. Para os cestos, encomendas pelo mesmo número com entregas ou levantamento no restaurante aos sábados. 
 
 
 

* Sobre o autor convidado:

Nascido em Campinas, estado de São Paulo, Brasil, em 1982, Rafael Tonon é jornalista especializado em gastronomia. Trabalhou como editor na Abril já colaborou para veículos como GQ, Vogue, Elle, entre outros.  É correspondente do Eater (maior portal de gastronomia dos EUA), para onde acaba de escrever um guia sobre o Porto, cidade onde reside actualmente. Em Portugal, é colaborador do Expresso e do Público.

 

Fotos: Instagram do restaurante Apego e Rafael Tonon

 

 

Patrocínio:

VinhoemCasa_banner.png

 

Posts relacionados:

. A cozinha alentejana de António Nobre esteve cá em casa

. O Avesso esteve cá em casa

. O Prado esteve cá em casa

. A cozinha do Belmiro esteve cá em casa

. A Ribeira esteve cá em casa

. A essência do Epur esteve cá em casa

. A cozinha de Marlene Vieira esteve cá em casa

. A Taberna da Rua das Flores esteve cá em casa

. A cozinha de Vítor Sobral esteve cá em casa 

 

Leia ainda:

publicado às 11:54



Patrocínio Mesa Marcada:


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Patrocinador Mesa Marcada


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Maio 2020

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes