Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

FIFTY SECONDS Martin Berasategui e Filipe Carvalho

Está para muito breve, já para daqui a uma semana, a abertura de um dos mais aguardados e prometedores restaurantes de Lisboa, o Fifty Seconds, do consagrado chefe basco Martín Berasategui, que tem Filipe Carvalho como chefe residente (ambos na fotografia, respectivamente à direita e à esquerda). Se ninguém se importar, vou tratar a casa por 50 Segundos, que é o tempo que os relógios registam em português quando se sobe até ao restaurante, situado no alto da Torre Vasco da Gama, no Parque das Nações, de onde se pode apreciar uma magnífica vista sobre o Tejo. O restaurante cumpre assim o prazo adiantado pelos responsáveis pelo Hotel Myriad, da cadeia portuguesa Sana, parceiros de Berasategui neste projecto, e, a partir de 6 de Novembro, está disponível para almoço e jantar (fecha ao domingo e segunda-feira) com reservas através do tel. 211 525 380 ou e-mail info@fiftyseconds.pt

 

A equipa liderada por Filipe Carvalho, que foi buscar Edgar Rocha para sub-chefe à equipa do Yeatman (já teve uma passagem pelo Eleven, em Lisboa), tem Maria Gonçalves como chefe de Pastelaria e Joana Gonçalves, ex-Bon Bon, como sub-chefe (não são parentes). Inácio Loureiro (ex-escanção da Fortaleza do Guincho) está na chefia de uma sala que comporta 35 lugares e Marc Pinto é o escanção.

 

“Estamos ainda em testes, mas está tudo a correr conforme o planeado. O Martín Berasategui e eu trabalhámos os pratos e, além de quatro clássico dele – a salada de verduras, o mil-folhas de foie gras, o salmonete e o coelho “à la Royale”- os restantes foram desenvolvidos em conjunto por nós”, explicou ao Mesa Marcada o chefe português, que já esteve como sub-chefe do Lasarte, em Barcelona, ao lado do chefe Paolo Casagrande, o três estrelas Michelin que Berasategui detém na cidade. Outro motivo de satisfação foi encontrar produtos nacionais de qualidade, algo que Filipe Carvalho garante que foi conseguido totalmente nos peixes e mariscos e ainda no coelho, de um produtor de Alenquer. O cordeiro de leite vem de Espanha, assim como o novilho, que é galego. “Vamos estar sempre a mudar de menus, conforme a disponibilidade dos produtos ao longo do ano, por isso há sempre muito trabalho a fazer”, conclui o chefe português.

 

O 50 Segundos propõe dois menus de degustação, um de 120 euros que apresenta brandade de bacalhau com maionese de manzanilla e yuzu, mil-folhas caramelizado de foie gras, maçã verde e enguia (um grande clássico de Berasategui), creme de manjericão com presunto Ibérico, cannelloni de rabo de porco e tortellini de beringela, pescada grelhada, cebola trufada e amêijoas (um peixe que poucas vezes vemos na grelha, mas os bascos sabem tudo sobre ela),  lombo de novilho assado na brasa, acelgas e bombom de queijo, txakoli com laranja, gelado de casca de limão e granizado de laranja sanguínea e “Torrija” caramelizada e gelado amêndoa.

 

O outro menu, por 160 euros, apresenta brandade de bacalhau com maionese de manzanilla e yuzu, mil-folhas caramelizado de foie gras, maçã verde e enguia, ostra com sumo de azeitonas verdes, emulsão de wasabi e crocante de algas, gema de ovo em carbonara de ervas, lâminas de beterraba e carpaccio de papada, salada de verduras, ervas e pétalas, brotos com puré de alface e lavagante, salmonete com escamas crocantes, funcho e açafrão e ravioli de tinta de choco, "trufa" cogumelos fermentados, couve lombarda, cristas de galo e emulsão de trompetes, pá de borrego de leite com soro de parmesão e cogumelos silvestres, txakoli com laranja, gelado de casca de limão e granizado de laranja sanguínea e infusão de arroz, leite e cardamomo, pistácio, yuzu e kalamansi.

 

Quem optar por pedir à carta, encontra, nas entradas (todas a 31€), presunto Ibérico Grand Reserva de Bolota; salada de verduras, ervas e pétalas, brotos com puré de alface e lavagante; ostra com sumo de azeitona verde, emulsão de wasabi e crocante de algas; creme de manjericão com presunto Ibérico, cannelloni de rabo de porco e tortellini de beringela;  "trufa" cogumelos fermentados, couve lombarda, cristas de galo e emulsão de trompetes; gema de ovo em carbonara de ervas, lâminas de beterraba e carpaccio de papada; legumes biológicos

 

Nos pratos principais, a 42€, salmonete com escamas crocantes, funcho e açafrão e ravioli de tinta de choco; pescada grelhada, cebola trufada e amêijoas; naco de tamboril grelhado, texturas de lingueirão, coco e caril vermelho; lombo de novilho assado na brasa, acelgas e bombom de queijo; coelho do monte "à la Royale" e pá de borrego de leite com soro de parmesão, cogumelos silvestres.

 

Por fim, nas sobremesas, a 20€, bolo de chocolate quente, 70% de cacau e gelado de baunilha; infusão de arroz, leite e cardamomo, pistácio, yuzu e kalamansi; "torrija" caramelizada, gelado de amêndoa ou txakoli com laranja, gelado de casca de limão e granizado de laranja sanguínea.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira as listas completas



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub



Calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Comentários recentes

  • Leitor

    As pétalas estão no ponto já prato e sobremesas tê...

  • André Miguel

    Por falar em Alentejo... que tal está o Pica Miolo...

  • Anónimo

    Cá temos um exemplo da verdade universal do “mais ...

  • Anónimo

    Acho que não lhes vou dar oportunidade, parece que...

  • Anónimo

    Nao aconselho, procure mais avaliações sobre o loc...