Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rui_Paula_GuiaMichelin2020.JPG

A Casa de Chá da Boa Nova, de Rui Paula (na foto, tirada na gala de hoje), em Leça da Palmeira, acaba de ganhar a sua segunda estrela, conforme foi anunciado há momentos na gala do Guia Michelin Espanha e Portugal 2020, que está a decorrer em Sevilha. Há também quatro restaurantes que ganham a sua primeira estrela, Epur, de Vincent Farges, Fifty Seconds, de Filipe Carvalho, chefe residente, e de Martín  Berasategui (ambos em Lisboa), Mesa de Lemos, de Diogo Rocha, em Silgueiros (Viseu), e Vistas, de Rui Silvestre, em Vila Nova de Cacela, no Algarve.

 

 

Nas más notícias, três restaurantes perdem estrelas: L' And Vineyards, em Montemor-o-Novo, de onde saiu este ano o chefe Miguel Laffan, Henrique Leis, em Almancil, que tinha estrela há 19 anos, e Willie's, de Willie Wurger, em Vilamoura, que detinha a distinção desde 2006. Ou seja, contas feitas, apenas avançamos duas estrelas em relação ao ano passado. Para um ano que foi anunciado como "excepcional", fica bastante curto.

 

Pelo menos, fica a satisfação de ver que elas  reconhecem e estimulam o trabalho de alguns dos melhores chefes que estão entre nós, com destaque para a subida rápida de Rui Paula, que tinha ganho a primeira estrela há apenas três anos, para a volta ao universo Michelin de Vincent Farges, que já tinha ganho uma nos seus tempos de Fortaleza do Guincho, e de Rui Silvestre, também uma estrela quanto esteve no Bon Bon, no Algarve, e de Diogo Rocha, que levou com persistência o seu Mesa de Lemos a bom porto, mesmo sabendo-se das dificuldades de estar no interior do País com um projecto como este. Quanto a terceiras estrelas, ainda não foi desta. 

 

VincentFarges.jpeg

Vincent Farges, chef do Epur, de volta às estrelas Michelin

FiftySeconds.jpeg

Filipe Carvalho e Martín Berasategui com a sua primeira estrela em Portugal para o Fifty Seconds, em Lisboa

DiogoRocha.png

Diogo Rocha, na sua estreia como chefe estrelado, no Mesa de Lemos

 

ruisilvestre.png

Rui Silvestre, obtém uma estrela para o Vistas depois de ter conseguido a mesma façanha, anteriormente, no Bon Bon

 

A lista completa dos restaurantes com estrela Michelin em Portugal fica então da seguinte forma (por ordem alfabética):

 

2 estrelas (7 restaurantes)

 . Alma - Lisboa (chefe Henrique Sá Pessoa) 

. Belcanto - Lisboa (chefe José Avillez)

. Casa de Chá da Boa Nova - Leça da Palmeira (chefe Rui Paula) Novo

. Il Gallo d’Oro - Funchal (chefe Benoît Sinthon)

. Ocean - Porches (chefe Hans Neuner)

. The Yeatman - Vila Nova de Gaia (chefe Ricardo Costa)

. Vila Joya – Praia da Galé (chefe Dieter Koschina)

 

 

1 estrela (20 restaurantes)

 . A Cozinha – Guimarães (chefe António Loureiro) 

. Antiqvvm - Porto (chefe Vítor Matos)

. Bon Bon – Carvoeiro - (chefe Louis Anjos)

. Eleven - Lisboa (chefe Joachim Koerper)

. Epur - Lisbpa (chefe Vincent Farges) Novo

. Feitoria - Lisboa (chefe João Rodrigues)

. Fifty Seconds - Lisboa (Martín  Berasategui e Filipe Carvalho) Novo 

. Fortaleza do Guincho - Cascais (chefe Gil Fernandes)

. G Pousada – Bragança (chefe Óscar Geadas)

. Gusto by Heinz Beck – Almancil (chefes Heinz Beck e Daniele Pirillo) 

. LAB by Sergi Arola - Sintra (chefe Sergi Arola)

. Largo do Paço – Amarante (chefe Tiago Bonito)

. Loco - Lisboa (chefe Alexandre Silva)

. Mesa de Lemos -  Silgueiros, Viseu (Chefe Diogo Rocha) Novo

. Midori – Sintra (chefe Pedro Almeida) 

. Pedro Lemos – Porto (chefe Pedro Lemos)

. São Gabriel - Almancil (chefe Leonel Pereira)

. Vista – Portimão (chefe João Oliveira) 

. Vistas - Vila Nova de Cacela (chefe Rui Silvestre) Novo

. William - Funchal (chefe Luís Pestana )

 

 

Posts Relacionados: 

. Mais um restaurante português com boas chances de estrela Michelin

. Quando um dos restaurantes mais icónicos da cidade recebe zero estrelas

. Fracas expectativas para estrelas Michelin Portugal 2020

 

 

Leia ainda:

publicado às 20:18


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.11.2019 às 20:41

Parabéns a todos os ganhadores (incluindo os que mantêm as estrelas).
Como sou "parolo da província", parabéns ainda maiores para o Rui Paula (de Alijó para o mundo) e ao Diogo Rocha (o interior merece).
joão roseira
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 21.11.2019 às 07:48

Entretanto Espanha conta com 11 três estrelas, 29 com duas e 174 (!!) com uma estrela. Tão perto e tão longe.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2019 às 11:30

Tendo em conta que em populaçao e em territorio Espanha é 4.5 vezes maior do que Portugal, a repartição do número de estrelas entre os dois países até nem me parece assim tão despropositada (com notória vantagem para Portugal no capitulo dos de 2 estrelas e com esmagora vantagem para Espanha no que respeita aos 3 estrelas).
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 24.11.2019 às 07:43

A matemática não é o seu forte, se acha que 174 tem alguma proporcionalidade... Digo de outra forma: só Bilbao, com pouco mais de um milhão de habitantes, tem 12 restaurantes estrelados.
Não estou a criticar a nossa restauração, admito que a espanhola leva décadas de inovação face à nossa, mas também é verdade que os critérios do guia não me parecem iguais para os dois lados.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2019 às 19:05

André Miguel, tem vindo a Espanha ultimamente? E em particular a Viscaya? Aproveite para visitar uns tantos restaurantes (até nem necessitam de ser estrelados) e perceberá a razão de ser do que diz ser uma diferença de critério.
Sem imagem de perfil

De André Miguel a 26.11.2019 às 15:24

Espanha é o meu segundo país. E percebo perfeitamente o seu comentário, no geral estão muito à frente em relação aos nossos restaurantes. Mas creio que também é verdade que temos alguns em Portugal que já merceciam pelo menos uma estrelinha...
É um pouco como a wine advocate, só tem um crítico para a península ibérica, espanhol, ora quantos vinhos deles ja conseguiram os 100 pts e quantos nossos?
Perfil Facebook

De Nuno Alexandre Bentim Servo a 07.12.2019 às 10:59


Penso que o centro da culinária,restaurantes mundial se encontra em Nova York e Londres e ultimamente Bangkok Hongkong Tokyo

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os Preferidos 2018



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Novembro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Comentários recentes