Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No mesmo espírito que o levou a considerar a exportação do pastel de nata como um desígnio nacional, o Ministro da Economia, Álvaro Pereira, pretende agora pegar no conceito da francesinha e exportá-lo. No entanto quer mudar-lhe o nome para Portuguesinha. Parece que um assessor lembrou-o de que a popular iguaria nortenha era uma inspiração na tosta francesa, Croque-monsieur. Contudo isso não demoveu o Ministro. Segundo informações a que o Mesa Marcada teve acesso, o Ministro ripostou, com o seu tom de voz inspirador, que "até é capaz de ser verdade mas que a nossa versão é mais rica e por isso já é mais nossa do que a deles". Sendo assim, continuou que não deveríamos estar a promover o nome gaulês "mas sim o nosso", para concluir com um argumento arrasador: "se na altura da Guerra do Golfo os americanos mudaram o nome das french fries para freedom fries faz todo o sentido que nós façamos o mesmo". O Ministro propõe ainda que a receita seja aligeirada e melhorada por questões de imagem e de saúde. Segundo uma fonte do Ministério já foi feita a encomenda, a conhecido Chef português, por ajuste directo, de uma versão "com gamba de Espinho incrementada, ovo quase biológico e em que o molho não ultrapasse os 600 ml" 

 

proposta de portuguesinha encomendada pelo Ministro Álvaro Pereira 

 

Ao que parece, a norte, a ideia não está a ser muito bem recebida. "Era só o que faltava. Então agora que eu comecei a vender francesinhas vem este ministro estrangeirado querer alterar-lhe o nome? nós cá em cima não vamos tolerar tal coisa" referiu-nos um Chef do Porto que não se quis identificar mas que tem um restaurante no último andar num prédio de habitação na Cedofeita e que deixou o seu grito de alerta dado a conhecer na última entrega de prémios da Revista de Vinhos: "Pooooooortooooo!". Outra voz discordante do norte, que também preferiu não se identificar (mas cujo o nome vem de Serra e acaba em "ão") e que agora é critico gastronómico, comentou-nos o caso: "isso é mais uma tentativa para dar o campeonato ao Benfica! Mas o norte não ide ceder nessa trambóia!"

 

Mas o Ministro parece determinado e consta que já contactou o seu amigo Nando para criar um 'corner' na sua popular cadeia de chicken piri-piri, Nando's. O Mesa Marcada questionou o responsável da cadeia de fast food de inspiração lusa, que foi muito breve na resposta: "Minister who? portug... what? No comments". 

 

Ficamos a aguardar o desenvolvimento dos acontecimentos. Esperamos que seja antes da resolução do campeonato para que não existam segundas leituras quanto às intenções.

 

Nota de 2 de Abril: como muitos deram conta esta noticia foi o nosso contributo habitual (como no passado, aqui e aqui) para o dia das mentiras. No entanto, como alguém me disse: "mais camarão incrementado, menos camarão incrementado é mentira mas podia ser verdade". Quanto ao post da Paulina (abaixo) só mesmo ela poderá confirmar...

Leia ainda:

publicado às 12:46

Pub Gratis (Foram-se os anéis... )

por Miguel Pires, em 28.03.12

Leia ainda:

publicado às 11:01

Mesa Marcada Auórds: missão cumprida.

por Miguel Pires, em 29.02.12

Um ano e picos após o memorável almoço das 'langues de canard à la chinoise', no Hong Kong Grande Palácio, coube desta vez ao Kiss The Cook receber a Cerimónia dos Preferidos de 2011 do Mesa Marcada, o único evento de entrega de prémios em Portugal que não entrega prémios e onde o número de representantes da organização é igual ao número de convidados. Além da prata da casa, marcaram presença Leonel Pereira (chefe e restaurante preferido do ano - Restaurante Panorama), Vincent Farges (chefe e restaurante preferido do ano - Fortaleza do Guincho) e Dirk Niepoort (enólogo do ano e a quem coube, também, representar Luís Cerdeira, produtor preferido do ano - Soalheiro). Estiveram ausentes (além de Luis Cerdeira), a nossa Paulina Mata, que enviou um telegrama esferificado a justificar a ausência e a ministra Assunção Cristas, porque não lhe abri a porta (talvez porque não fosse ela). Em sua substituição esteve Sandra Ribeiro, a alma santa que nos recebeu no seu espaço da Lx Factory, um pargo ilegitimo (com o semi-patrocinio da Açucena Veloso), alguns berbigões - e primos lá do mar - , dois carapaus, 2 peitos de pato e um sorbet de chocolate da Corallo e uns refrescos engarrafados.  

 

 Vincent Farges, novo nestas coisas; Leonel Pereira, batido nestas coisas; Duarte Calvão, nestas coisas e Rui Falcão, a beber nestas coisas 

 

 A entrada: duo de tártaro de carapau e pargo com coisas que se agarravam aos dedos (baby nabos, rabanetes, cebolinha, chalota em rama, rábano rosa e mais uns perlimpimpins que o nabo de barba trouxe de casa)

 

 Desde à actuação de Jean Michel Jarre em Beirute Ocidental que não se via ninguém a tocar precursão desta maneira

 

 "Está, é da Telepizza?"

 

  "Deixa cá dar um trago para ajudar a empurrar"; "olha eu vou desembaciar os óculos para ver melhor a coisa"

 

"hum... não sei se como isto. O que vale é que o gengibre é atisséptico e o champanhe não é nada mau"

 

 "estou-me a rir mas se esta mer... salpicar o meu cachecol de griffe, estes gajos estão bem lixados"

 

"Epá isto é muita giro"

 

 "Oh Vincent mas deixa-me lá ir fazer um estágio ao Guincho..."

"Tu, que não consegues cortar 3 pedaços de legumes iguais com 1 milímetro?!! Jamais!"

 

"E se eu apanho os gajos da michelin, vão ver como é que é um ex-fuzileiro!"

" Por acaso já experimentaste trocar os Pirelli do teu carro por uns Michelin?"

 

"hum... não sei se este refresco escorrega assim tão bem"; "Michelin, pffff"

 

"deixa cá fazer qualquer coisa que estes gaijos do sul não percebem nada disto"

 

"epá essa dos pneus se calhar não é má ideia"

"não é para me gabar mas isto está mesmo bom"

 

E estava. Grande Chef Dirk! lombo de pargo escalfado, berbigões escalfados e ouriços dos mar

 

Oh não, o gaijo outra vez...pato fumado em quê?!

 

hum... pas mal, pas mal

 

Sorbet de chocolate da Corallo, azeite, flor de sal e pimenta rosa. Aprovado (excepto por monsieur Farges que não aprecia nada pimenta rosa). 

 

 Refrescos engarrafados. Pas mal, pas mal...

 

 

 

 No final já na presença de Master Rodrigo e do cachimbo de Magritte

 

Thks! Para o ano há mais.

 

Se Leonel Pereira e Dirk Niepoort voltarem a ganhar receberão a Batata Quente Dourada e o Saca-me a Rolha de Ouro, os prémios instituidos pela gerência para os vencedores de 3 edições seguidas dos Preferidos do Ano do Mesa Marcada. 

Leia ainda:

publicado às 01:57


Patrocinador Mesa Marcada


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Julho 2020

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Comentários recentes