Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rioja e as adegas de vanguarda

por Rui Falcão, em 30.06.12

Em nenhuma outra região de Espanha surgiram tantas adegas de arquitectura arrojada e vanguardista como na Rioja, pólo de atracção magnética para quem quis mostrar ao mundo o aparente sucesso de uma região e de um modelo de negócio. Que algumas destas adegas revelem entretanto sérios problemas de liquidez financeira é coisa que ninguém quer ouvir…

Entre as adegas de desenho mais interessantes, seja pela simplicidade das linhas, pelo enquadramento paisagístico ou pelo arrojo das formas contam-se Finca de los Arandinos, Marquès de Riscal, Ysios e Darien.

 

 

 

Finca de los Arandinos, um dos produtores mais jovens da Rioja.

 

 

 

Bodegas Marquès de Riscal, onde tradição e vanguardismo se misturam de forma surreal.

 

 

 

Ao lado da adega o famoso Hotel Marquès de Riscal, da autoria de Frank Gehry, passou a ser um dos marcos da paisagem.

 

 

 
Ysios, a adega modelo de Calatrava foi a primeira adega de desenho da Rioja.
 
 

 

 

As curvas e as restas da cobertura, o enquadramento na paisagem com as montanhas na retaguarda fazem de Ysios uma das adegas mais bonitas que conheço. Claro que o custo energético é tremendo, que o espaço é pouco eficiente, que a disposição interior não é a mais racional. mas é tão bonita...

 

 

 

Ainda mais um detalhe desta extraordinária adega.

 

 

 

Bodegas Darien, do arquitecto espanhol Jesús Marino Pascual, uma obra prima a poucos quilómetros de Logroño.

 

 

 

Um OVNI que aterrou na Rioja, a loucura de Darien surpreende de todos os ângulos.

Leia ainda:

publicado às 12:20

Great Wine, segundo Jancis Robinson

por Miguel Pires, em 15.12.11

"Much cooler-tasting than most whites from Portugal’s port country. A successful and distinctive blend of local grape varieties made by a co-op based at the palace featured on Mateus rosé bottles. There the connection ends. 12.5%" 

 

As palavras são da influente Jancis Robinson na sua coluna do Financial Times e referem-se ao Lavradores da Feitoria Branco 2010, do Douro. Esta recomendação faz parte de uma lista de 25 brancos que de um modo geral, segundo a autora estão prontos a beber. No artigo não vem a foto da garrafa, mas a escolha e a descrição já são motivos de relevo num mar de marcas disponíveis num mercado ultra competitivo como o inglês. De destacar ainda que este branco da Lavradores de Feitoria não é um vinho de garagem, mas sim um vinho do dia a dia (preço na casa dos 3,5€) que é produzido em quantidades consideráveis (120 000 garrafas). 

Leia ainda:

Tags:

publicado às 00:05

Infografia dos Vinhos de Portugal

por Miguel Pires, em 13.12.11

Gosto de infografias. Quando bem feitas ajudam-nos a captar os factos mais importantes sobre um determinado assunto, como esta sobre a produção e comércio de vinho português, da Viniportugal - cujo o fórum anual terminou ontem em Santarém. 

 

 

Leia ainda:

Tags:

publicado às 01:36


Patrocinador Mesa Marcada


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Comentários recentes