Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




FullSizeRender.jpg_2

 

A revista Time Out, concessionária do Mercado da Ribeira, em Lisboa, apresentou na segunda-feria, neste local, um espaço dedicado a aulas de cozinha. Segundo João Cepeda, director da revista e do mercado, o projecto estava previsto desde o inicio do mercado e era essencial em termos de posicionamento. "É o que nos vai distinguir de outros food hall do mundo", afirmou, referindo que o espaço servirá, igualmente, para "activar alguns conteúdos editoriais da revista", como provas, ou até mesmo os pratos que fotografam, "que vão passar a ser feitos aqui".

 

 

Contudo, a ideia existia mas faltava definir como iriam operar. "Sabemos fazer revistas mas não cozinha e por isso precisávamos de um curador para este espaço como se fosse um editor", referiu. É aqui que entra Rodrigo Meneses que “não é um chefe” mas é alguém que “sabe comunicar e fazer a conjugação entre os media e os chefes".

 

A ideia é que o profissionais de cozinha ligados aos restaurantes do mercado, ou até mesmo as lojas ali presentes, possam utilizar também o espaço para aulas, apresentações ou workshops. Para Rodrigo Meneses este papel não é propriamente uma novidade dada a experiência anterior num projecto com algumas semelhanças, o Kiss the Cook, na LX Factory.

 

FullSizeRender.jpg_1

Rodrigo, mostrou de facto o seu à vontade perante os vagamente disciplinados alunos de ocasião - os jornalistas e bloggers presentes na apresentação do espaço - que tiveram de meter as mãos na massa e preparar os seus próprios acepipes. ("Deixa-me lá fotografar o teu prato, que o meu não ficou lá muito bem", parece querer dizer nesta foto a até então prestigiada jornalista do Público, Alexandra Prado Coelho).   

 

Aliviado por ninguém se ter cortado, ou incendiado o Mercado da Ribeira, o ex-participante da primeira edição do MasterChef e do programa “Gosto de Portugal” (24 Kitchen), revelou algumas ideias. Para já estão em soft open mas ainda este mês querem ter algumas actividades e workshops a operar.

 

Uma das ideias de Rodrigo é a de recuperar as sessões da hora de almoço e de jantar (como chegou a fazer no Kiss the Cook) em que os participantes têm a aula, confeccionam e fazem a refeição com o que realizaram, acompanhada de um copo de vinho.

 

O espaço permite até um máximo de 22 participantes agrupados em volta de uma ilha de bancadas com um total de 6 placas de vitrocerâmica. Em termos de preços as aulas/almoço, mais simples do que as da noite e previstas para demorar cerca de 40 minutos, vão custar 23€, enquanto que as do jantar, mais alongadas, custarão 35€. 

 

Rodrigo quer ainda fazer uma ligação com as bancas do mercado antigo (aqueles que ficaram na parte adjacente à praça de restauração), levando lá os participantes das aulas da manhã de modo a poderem ter um contacto mais próximo com os ingredientes que depois irão utilizar. É claro que o espaço será também rentabilizado com o aluguer para eventos de empresas, aniversários, etc, com programas adaptados dentro do conceito definido.

 

 

Leia ainda:

publicado às 12:43


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pesquisar

  Pesquisar no Blog