Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vitor Adão já cozinha debaixo de telha

por Duarte Calvão, em 17.12.19

Vitor Adao.jpg

 

Depois de ter sido uma das sensações gastronómicas do último Verão lisboeta, com a sua mesa comunitária ao ar livre, o Plano, do chefe Vítor Adão, já abriu os seus espaços interiores adjacentes ao jardim onde estava. Mudou o ambiente, mas a cozinha tem em comum o recurso à grelha na grande maioria dos pratos. “Toda a gente me dizia que eu devia mudar para o carvão, mas eu identifico-me muito mais com a cozinha a lenha e é isso que vou continuar a fazer”, garante ao Mesa Marcada este chefe nascido em Chaves há 29 anos. O restaurante, incorporado no Dona Graça, um alojamento local com nove apartamentos, está dividido em três espaços: um bar com 10 lugares, onde se pode também comer alguma coisa ou só beber um copo, uma sala numa antiga cisterna com 20 lugares e uma outra com mesa comunitária para 14 lugares.

 

 

Lula de anzol com espinafres em noz e nabiças, alho francês em carvão com mão de vaca e gamba rosa são dois exemplos de pratos que estão actualmente a ser servidos no Plano, que, além de uma lista de 12 propostas, tem um menu de nove “momentos” a 60 euros, com a harmonização com bebidas a 40 euros, podendo ser escolhas de vinhos (há mais de 700 exemplares na garrafeira), mas também de cocktails, sumos ou bebidas fermentadas. “Quero ver se mudo frequentemente de pratos, consoante o que consigo. Agora, por exemplo, é época de caça e, além de perdizes, comprei um javali inteiro para servir esta semana. E tenho também uma boa variedade de enchidos”, explica o chefe flaviense, que continua a mandar vir produtos transmontanos, como batatas e cebolas.

 

Vítor Adão acredita que a boa repercussão que teve entre Julho e Outubro o ajudará nesta fase. “Há muita gente que ainda não está habituada a esta localização na Graça, mas tenho tido muitos clientes que vieram no Verão e também de pessoas que vieram por recomendação deles”, diz. Já em Janeiro, o objectivo é começar a fazer pão, croissants, compotas e outros ingredientes que possam integrar um pequeno almoço a entregar em cabazes aos hóspedes, mas que também possam ser utilizados no restaurante. “Quero fazer tudo aquilo que puder ser feito aqui”, conclui.

 

Plano

Rua da Bela Vista à Graça, 128, Lisboa

Reservas: 913 170 487

Restaurante: abre só para jantar, entre as 19h e as 23h. Fecha à segunda-feira

Bar: abre das 17h à 1h

 

 

Leia ainda:

publicado às 13:26



Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Patrocínio Prémios Mesa Marcada


Patrocínio Prémios Mesa Marcada:


Siga-nos no facebook


Patrocinio Prémios Mesa Marcada


Patrocínio Prémios Mesa Marcada



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Calendário

Dezembro 2019

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes